Dieta para Ganhar Massa Muscular, o que consumir?

O ganho de massa muscular se apoia em dois pilares. O primeiro é a prática de atividades físicas, especialmente a musculação. O outro é a alimentação. A dieta para ganhar massa muscular, assim como as outras dietas saudáveis, deve ser balanceada e rica em proteínas magras, carboidratos integrais e legumes, verduras e frutas.

 Quais proteínas comer?
As proteínas são grandes aliadas no ganho de massa muscular. Isto porque elas ajudam a reparar os músculos que sofreram microlesões devido à prática de exercícios. Esses músculos são reparados e ficam maiores e mais fortes. As proteínas de fonte animal são geralmente as mais indicadas. A proteína do soro do leite, whey protein, é a que possui o mais alto valor biológico e assim seu aproveitamento para este objetivo é enorme.

 Quais carboidratos comer?
O carboidrato que será consumido depende do momento. Na maioria das vezes é recomendado evitar os carboidratos simples, como arroz branco e massas refinadas. Isto porque eles são absorvidos rapidamente, levando à um pico de glicose na corrente sanguínea que consequentemente aumenta os níveis do hormônio insulina, o que leva o organismo a reter gorduras. Porém, carboidratos simples usados com parcimônia são indicados no processo de aumento de massa muscular apenas no pós-treino imediato, combinado com o whey protein.

O Benefícios do esporte para a criança

Você sabe quais são os benefícios do esporte para a criança?
Os benefícios do esporte no desenvolvimento da criança
Qual é, então, o verdadeiro papel do esporte e da atividade física em geral no desenvolvimento do ser humano?
Segundo estudiosos, estimular crianças a praticarem exercícios desde cedo — principalmente esportes que exijam cooperação e trabalhos em grupo — proporciona oportunidades de contato social, o que colabora com seu amadurecimento psíquico também.
Isso porque, por meio da prática de atividades em grupos, a criança aprende a conviver socialmente, respeitar regras, reconhecer e aceitar as limitações do seu corpo e dos seus colegas. Aprende também a conquistar resultados e superar a frustração de não obter a vitória eventualmente. Tudo isso é importante não só do ponto de vista da saúde, mas também do social e cultural.

 Melhora nos estudos
Diversas pesquisas já foram realizadas comprovando, inclusive, que outro benefício do esporte na infância está na evolução escolar da criança.
Ao participar de uma atividade física, a criança libera energia acumulada, o que ajuda a evitar a obesidade, aumenta a oxigenação no sangue e, consequentemente, leva mais oxigênio também ao cérebro — o que
potencializa o raciocínio, desenvolve os músculos e a flexibilidade, melhora a autoestima e proporciona situações que estimulam a autonomia desde cedo.
Não é à toa que tantos estudos indicam que a infância é o período mais adequado para uma pessoa começar a praticar exercícios e adotar atitudes saudáveis de modo geral.
 Atividade física na infância e seus benefícios
Os comportamentos sedentários, como assistir televisão ou jogar no computador, exigem normalmente pouco gasto energético. Esses comportamentos não são necessariamente em oposição à atividade física, uma vez que a criança que pratica atividades físicas pode também passar muito tempo tendo comportamentos sedentários. Contudo, visto que um estilo de vida sedentário pode ter consequências negativas sobre a saúde no longo prazo e que a atividade física tem efeitos positivos para a saúde e o desenvolvimento das crianças, é de suma importância encontrar meios de estimular as crianças a desenvolverem hábitos de vida saudáveis logo na primeira infância.
 O que sabemos?
Muitas vezes, as atividades sedentárias são introduzidas muito cedo na rotina diária dos bebês, e tendem a aumentar regularmente até a idade pré-escolar, enquanto que as taxas de atividade física tendem a ser muito baixas em casa e nas creches. Entretanto, essas taxas variam de acordo com os estudos e conforme o instrumento de medição utilizado para avaliar a atividade física. Nos Estados Unidos, um relatório recente estimou que uma criança em idade pré-escolar passa em média 320 minutos por dia fazendo atividades físicas. Em contraste, o emprego de uma ferramenta de medição objetiva em um outro estudo realizado na Austrália e em Portugal revelou que as crianças em idade pré-escolar gastam diariamente entre 110 e 120 minutos fazendo atividades físicas.
 Resultados da atividade física
A inatividade física em crianças pequenas representa um fator de risco para vários problemas de saúde tais como aumento da pressão arterial, ganho de peso, excesso de massa gorda, elevação do colesterol ruim, dificuldades respiratórias, doenças cardiovasculares e problemas ósseos.

Os benefícios da atividade física para o desenvolvimento da criança vão bem além da saúde física. Na realidade, a atividade física tem um impacto sobre as habilidades motoras, o bem-estar psicológico, as competências sociais e
a maturidade emocional. Ao contrário, os comportamentos sedentários são considerados uma ameaça para o desenvolvimento cognitivo das crianças pequenas.
As crianças em idade pré-escolar que assistem muita televisão correm mais riscos de ter dificuldades cognitivas na escola, como déficit de atenção, competências de linguagem limitadas, resultados escolares fracos e uma capacidade de memorização pouco desenvolvida (medida pelo tamanho da lista de elementos que uma pessoa consegue memorizar).

Fonte: https://www.ativosaude.com/saude-infantil/atividade-fisica-na-infancia/

Bombom de amendoim vegano


Com tanta variedade de comidas prontas e extremamente calóricas, muita gente pensa que é difícil seguir firme na dieta. Porém, é possível encontrar muitas receitas fit que são saudáveis e ao mesmo tempo saborosas como o bombom de amendoim vegano

INGREDIENTES
• 2 colheres de sopa de óleo de coco;
• 2 colheres de sopa de pasta de amendoim;
• ½ xícara de farinha de castanha ou de qualquer outra oleaginosa;
• 1 colher de chá de cacau 70%;
• 1 colher de sopa de açúcar mascavo (opções de substituições: agave, mel, melado ou demerara).
MODO DE PREPARO
1 Primeiro misture o óleo de coco com a pasta de amendoim ;
2 Esquente no micro-ondas ou em banho maria e adoçe;
3 Misture com a farinha de castanhas e enrole as bolinhas;
4 Distribua numa assadeira com papel manteiga e leve ao freezer por 1 hora;
5 Quando as bolinhas endurecerem, mergulhe-as no chocolate derretido e volte com elas à geladeira até
endurecer.

Dia do Nutricionista: O profissional além da dieta

Nutricionista Pollyana Freire

No dia 31 de agosto é comemorado O Dia do Nutricionista pela Associação Brasileira dos Nutricionistas, Essa data foi criada em 1949 e tem como objetivo homenagear e refletir a importância desse profissional na sociedade.

As pessoas estão cada vez mais informadas sobre a importância da alimentação para garantir qualidade de vida e saúde, e o profissional que pode auxiliar esse processo é o Nutricionista, pois está preparado para realizar um planejamento alimentar e suprir a necessidade de nutrientes para cada ser humano.

O Nutricionista está sempre disposto a proporcionar um melhor direcionamento alimentar, o profissional elabora um cardápio exclusivo para que a alimentação seja feita de forma adequada e saudável, dentro do objetivo pessoal de cada indivíduo.

O termo nutrição envolve uma série de processos que envolvem a ingestão do alimento, sua digestão, absorção, metabolismo e excreção.
Cada fase da vida demanda uma necessidade metabólica diferente, por isso o acompanhamento de um profissional auxilia muito no desenvolvimento de cada uma individualmente.
Uma nutrição adequada pode prevenir doenças, tratar algumas patologias e auxiliar no controle do peso, melhorando a qualidade de vida.
Por isso, no dia de hoje, de um abraço no profissional que cuida do bom funcionamento do seu corpo como um todo!